Francisco Albano Boscatto

"Há duas coisas infinitas: o Universo e a tolice dos homens."

Textos



INSÔNIA
 

 
É ALTAS HORAS, E A INSÔNIA COMO UMA CRIANÇA
PEDE AO MEU CORPO JÁ CANSADO UM POUCO DE ATENÇÃO,
MEUS OLHOS JÁ NÃO COORDENAM E MINHAS MÃOS SEGUEM
COMO POR EXTINTO DIGITANDO PALAVRAS QUE PARECEM SEM NEXO,
FITO NO ESPELHO MEU OLHAR QUASE DESFALECIDO E ELA A INSÔNIA
INSISTE EM QUERER BRINCAR, DEIXO ELA ME LEVAR POR CAMINHOS
ATÉ ENTÃO DESCONHECIDOS POR MIM, SINTO O AMOR O CARINHO
POR ELA DESEJADO A MIM E ACRESCENTA: LEVANTA TUA TÊS E DIGITE
O QUE A DE MAIS BELO O AMANHECER QUE ESTÁ POR VIR. CHEIO DE SOL
QUE IRADIA TEU CORPO E ILUMINA MINHA FACE FAZENDO COM QUE
EU ME TORNE UM ESCRAVO DA NOITE E UM ZUMBI A ANDAR POR CAMINHOS ILUMINADOS POR VOCÊ COMPANHEIRA DAS ALTAS HORAS.
QUE FAZ DO MEU CORPO UM ALIADO A SEU DISPOR.

Francisco Albano Boscatto
Enviado por Francisco Albano Boscatto em 25/05/2010
Alterado em 05/06/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://www.franciscoalbanoboscatto.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras