Francisco Albano Boscatto

"Há duas coisas infinitas: o Universo e a tolice dos homens."

Textos


AMOR ETERNO
 
A NOITE CAI E O MEU CORPO JAZ CANSADO
ACOMODA-SE PARA SACIAR OS PRAZERES DO SONO
SONO INSÓLITO, POIS AO MEU LADO NADA RESTA
SOMENTE LEMBRANÇAS DE UM CORPO QUE AUTRORA
TINHA SIDO A MINHA ALMA GÊMEA.
LEMBRANÇAS BOAS DE QUANDO SEUS LÁBIOS ARDENTES
PROCURAVAM OS MEUS EVOLUINDO AOS PRAZERES DA CARNE.
NADA MAIS RESTA, SEU PERFUME AOS POUCOS SE DESFAZ
OS LENÇÓIS JÁ NÃO MARCAM SUA SILHUETA
FICA A ESPERANÇA DE UM DIA DEITARMOS NA RELVA FRESCA
E SABOREARMOS OS ENCANTOS DE UM AMOR ETERNO
POIS SERÁ SOMENTE O COMEÇO DE ALGO QUE JAMAIS SE TERÁ FIM

Francisco Albano Boscatto
Enviado por Francisco Albano Boscatto em 09/02/2010
Alterado em 09/02/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (http://www.franciscoalbanoboscatto.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras